segunda-feira, 26 de março de 2012

FAMILIA É PRA SEMPRE



Hoje, há alguns anos atrás você entrou na minha vida.Acho que nunca escrevi pra você.Não que você não fosse importante, mas é que já faz tanto tempo que você está na minha vida, que tenho a impressão de que sempre esteve lá! Sabe, eu não consigo lembrar da vida antes de você, parece tão estranho.Nós dois já passamos tantos momentos díficeis, felizes, desesperadores e alegres juntos, que seria preciso um volume inteiro só pra nossas memórias...rs.
Lembro das 1.427 vezes que brigamos, das 1.428 vezes que fizemos as pazes.Lembro de todas as 1.879 vezes que você cozinhou, das 1.320 vezes que me aguentou de porre, das 976 vezes que me esperou na rodoviária, das 673 vezes que me ajudou com os trabalhos da faculdade, das 545  vezes que me suportou chata, exigente e egoísta.
Lembro daquela vez que ficamos um fim de semana todo sem água e luz, e aínda sim cantamos!Lembro de você ao lado da minha cama no hospital, naqueles dias tão distantes e tristes
Lembro de você me explicando sobre física e química, sobre história, sobre pontes e mares.Lembro de você me ensinando a nadar, naquela tarde tão quente.Lembro do chocolate quente, naquelas tardes frias de junho.Lembro de você me ensinar a sobre matemática e lógica. E me ensinar a dirigir também.Na verdade, acho que aprendi quase tudo que sei com você!Rs..
Você sempre tem respostas e explicação lógica pra tudo. E você sempre acha a solução para todos os pequenos e grandes problemas.
Lembrar de você, é lembrar da minha vida, da minha história, porque você sempre fez parte dela.
Acho que sempre amei você, sabe é aquele negócio de amor de almas ou almas gêmeas, sei lá. É aqueles sentimentos que unem irmãos, companheiros pra uma vida toda. Sabe aquelas pessoas que você não precisa falar nada, só de olhar te entendem, é assim que somos
Você sempre foi e sempre será o cara mais incrível que eu já conheci.Você será sempre o companheiro da minha vida!Você é presente que eu ganhei dela, é daquelas afeições que se tornam familia mesmo, e familia é pra sempre!



 NEO (25/03/12)

Dedicado ao Grande Companheiro da Minha Vida, alguém que me tornou uma pessoa melhor!Porque algumas pessoas são Anjos que Deus enviou pra cuidar de nós!

sábado, 24 de março de 2012

DEIXANDO DE AMAR

Não existe manual pra deixar de amar alguém, não há pílulas na farmácia pra coração partido. E quando isso acontece, as pessoas só te falam, vai passar. Com o tempo passa mesmo, mas esperar dói, machuca, nos corrói por dentro!Você quer ligar, ouvir a voz do outro lado da linha, escutar a respiração, mas não pode, não deve.Você rola na cama, e o sono não vem, você tem vontade de fugir pra bem longe, mas tem de enfrentar a situação. Você quer gritar que dói, que partiram o seu coração, que te magoaram,mas você fica em silêncio e dá aquele sorriso amarelo.E você vai tentando passar o tempo, enganar os amigos e conhecidos, fingindo que ta de boa, que está tudo tranqüilo.
Quando eu li aquela pequena mensagem sua no celular, meu coração parou de bater por alguns segundos, e eu quis e aínda quero desaparecer da face da terra.Eu sei que vou continuar sem você, mas acontece que eu não quero!Tá doendo e muuuuuito!Eu quero ser racional e compreender que você será mais feliz ao lado dela, mas dói tanto, tanto.Amanhã eu prometo que eu visto minha melhor roupa e a gente saí pra beber e brindar tua felicidade amigo, eu juro que amanhã coloco o sorriso no rosto e ensaio cara de alegria,até caio no samba, pra convencer todo mundo que to de boa.Mas hoje, eu vou ficar aqui, sentada nesse piso frio do banheiro e chorar!Chorar porque te perdi, chorar porque você está com ela, chorar porque to com ciúmes, chorar porque te ver feliz ao lado dela dói, feito dedo na porta do carro, chorar porque hoje estou me despedindo de você, mesmo que você não saiba disso, chorar porque estou deixando de amar você!!!

NEO (21/03/12)



(Para alguém que estou deixando de amar hoje!)


DEIXANDO PARA TRÁS

Descobri que algumas pessoas já não mais são tão essenciais assim, e que posso ficar bem sem elas!
Chega ser engraçado, como certo dia, pensei que não pudesse viver sem a presença de algumas poucas pessoas, de como elas me pareciam tão vitais como o ar que respirava. Como seus sorrisos me pareciam tão radiantes e reconfortantes como o sol de um domingo.
E agora me vejo aqui sozinha, a xícara de café sobre a mesa, o porta-retrato quebrado na escrivaninha, e tudo está como sempre, perfeitamente no seu lugar, e me sinto bem, por mais incrível que isso possa parecer!Não há nada de errado por aqui, somente seu olhar não está mais presente, e tenho uma vida toda pra descobrir as respostas para as perguntas que eu nunca fiz!
א

NEO (21/03/12)

(DEIXANDO DOCES LEMBRANÇAS PARA TRÁS)
TREZE DA SORTE

Isso talvez seja recomeço ou só continuação.Mas será que vale a pena?Será que consigo?_Sim.Eu agüento o tranco, eu vou em frente, consigo, sim. Vou na cara e na coragem, mas vou de consciência tranqüila, vou de alma pura e leve feito pluma ao vento. Eu espero dias melhores pra todos nós, e tenho o sol, o tempo, as conspirações lunares ao meu favor, por isso, não tenho mais medo. E sabe?_Sempre se pode contar com a sorte. Ah, e hoje é dia treze, meu treze da sorte!

NEO (13/03/12)

ATOS E CONSEQUÊNCIAS

As malas estão prontas, terminei de ajeitar as últimas coisas. São três e vinte da tarde, faz um calor insuportável. Os gritos acalmaram, ela tem lágrimas nos olhos, mas não chora mais. Talvez, por reconhecer o fim do jogo, talvez por saber que seu teatro não me comove, nem me assusta mais. O telefone toca, atendo, é meu irmão do outro lado, avisando pra deixar a procuração e os documentos, desligo. O carro pára em frente ao velho portão de ferro, carrego as malas, olho mais uma vez a casa da minha infância, são tantas lembranças, que eu não conseguiria guardar em mil malas. Ela olha pela janela, não dissemos nada uma à outra, não se faz necessário isso agora, embarco, fecho a porta, o carro avança, estou partindo, como tantas e tantas outras vezes, a diferença, é que agora é pra sempre!
Nós duas sabíamos que esse dia chegaria, e cá entre nós, demorou bastante, foram quase vinte sete anos, tempo suficiente pra ela mudar, embora, saiba que uma vida toda não faria a menor diferença.
Eu fiquei depois que os amigos foram embora, porque é isso que a família faz. Fiquei depois da partida do meu irmão, porque era a filha que sobrou, fiquei ao seu lado mesmo depois do pai ter ido embora, porque a minha obrigação e dever exigiam minha presença. Eu sempre estive ao seu lado, todos esses anos. Mas as minhas desculpas e subterfúgios  para permanecer ao seu lado, acabaram-se todos. Se eu ficasse agora, teria que ser por amor. NÃO. Não posso não se podem inventar sentimentos!
É, estou indo embora, sim. É, estou te deixando, agora. Não quero ouvir tuas promessas, tampouco farei escândalos ou cenas. Não, eu sou melhor que isso. Você me conhece, eu bato o portão sem fazer alarde. Eu levo das poucas boas lembranças, saudade. Eu levo os gritos, o caco de vidro quebrado no chão da cozinha. Levo teu desequilíbrio emocional, tua falta de respeito, teus exageros, tuas tempestades em copo d’água. Eu levo as marcas no corpo e as feridas na alma, que você me deixou durante todos esses anos. Levo as mentiras que contamos, e as verdades que nos fizeram sangrar, porque as verdades sempre doem. E não se preocupe, eu me viro bem sozinha, porque a solidão é  melhor e mais agradável que certas companhias.
_Por que agora?!_Porque todos têm seu limite, eu cheguei ao meu. Não vou me culpar por erros que não cometi, eu não vou bancar a vítima, mas tampouco serei a vilã da história. Foram seus erros, seus passos mal calculados, seus fracassos estratégicos, foram seus os atos que nos trouxeram até aqui, e essas são suas conseqüências.

NEO (11/03/12)
SENTIMENTOS BONS

Ela sempre foi explosiva, de temperamento forte, demonstrando com a mesma impetuosidade amor e ódio.
Ela sempre fez cenas. Se a vida fosse um palco, ela seria a estrela do espetáculo. Mais uma vez, estávamos ali, em uma daquelas despedidas tão triviais, caminhão de mudança em frente a casa, bagunça por todo lado, resquícios de uma vida toda, espalhados pelo chão. Eu já esperava alguma cena básica, afinal, era a amiga dela que se mudava. E não foi diferente.
Eu por outro lado, herdei de meu pai, o temperamento brando, a austeridade das emoções, as lágrimas contidas, o equilíbrio tão singular e comum. Eu nunca faço cenas românticas ou melodramáticas, não faço promessas que não possa cumprir não alimento sonhos ou ilusões desnecessárias. Eu sempre marco hora, sempre cumpro os compromissos, as minhas despedidas são sempre formais, não choro, nem demonstro minhas fraquezas em público.
Temos diferenças irreconciliáveis, mas confesso que a vendo se derramar em lágrimas e soluços invejei seu desprendimento, sua falta de pudor em expor-se tão cruamente em seus sentimentos bons. Tive ânsias de que muitas pessoas soubessem com tamanha força a falta que me fizeram e as saudades que senti delas, e ainda sinto, embora jamais tenha dito ou demonstrado isso. E eu, ali parada, desejei por um momento ser assim também.


NEO (12/03/12)
SENTIDO SAUDADES SUAS
Hoje um amigo nosso me falou que você está com ela, eu senti aquele engasgo na garganta, fiz um esforço pra puxar o ar, não senti desespero, foi diferente, mas senti como se algo tivesse parado de funcionar aqui dentro! Como se tivesse quebrado, sei lá, foi absurdamente estranho e triste.
Fiquei ali, imaginando você ao lado dela, e deu tanta saudade, mas tanta saudade, de tudo que nós nunca vivemos! Eu não tinha você, eu nunca tive, mas eu tinha as lembranças, eu tinha as promessas que você me fez,lembra?_De ver o amanhecer na praia, de subir o morro das antenas. Eu tinha as lembranças daquela tarde no parque, as brincadeiras, o teu sorriso lindo, você me chamando de boba e criticando meu time. Ahhh,sabe? Ter que me despedir das suas lembranças, dói como um dedo na porta do carro.
Lembrei que você me disse naquele sábado de manhã: ”_Vai passar NEO, vai passar” _ Mas não passou, nunca passou!Sinto sua falta, de uma maneira que me sufoca, sinto saudades suas. Tá doendo agora, não sei o que fazer!!!

NEO (07/03/12)
QUANDO EU VOU VOLTAR?

Teu sorriso meigo, teus gestos tímidos, a ironia de tuas palavras, o jeito de menino, me cativaram. Se fossem outras, as circunstâncias, eu me arriscaria por você.
Tens um jeito especial de ser. E há dentro do menino de olhar perdido, um homem de grandes valores.
Mas na vida, é preciso ter-se a consciência que existem momentos certos para tudo!
Há os momentos de encontros, e também de despedidas. Há os momentos de deixar o amor florescer, e também os momentos de sufocá-lo. Há momentos de sorrisos. E há momentos de lágrimas. Há momentos de apaixonar-se. E momentos de silenciar-se.
Afasto-me de ti, nesse momento, porque, agora se faz necessária a solidão. Silencio-me, porque, tenho medo das palavras me traírem. Sufoco dentro do peito esse doce sentimento, para que ele não se torne amor! Não posso querer-te, não posso amá-lo hoje!
Os momentos de meus amores, já passaram, há muito tempo!
Que as próximas estações, nos reservem dias melhores. E que o tempo, seja capaz de apagar em mim, a doce lembrança de teu olhar de menino.
_____Se eu voltarei algum dia?
Eu volto, sim. Depois que eu já conseguir, olhar no castanho dos teus olhos, e reconhecer, ali, somente um amigo!
Quando eu conseguir ver seu sorriso, e meu coração não mais se acelerar. Quando ao olhar em teus olhos, não mais sentir, vontade de beijar-te a boca. Então, nesse dia, eu volto! E poderemos juntos, novamente sorrir. Como bons amigos. E nada mais.
כ ך
NEO (15/01/12)
POR QUE?!


Por que sentir falta de tua presença?
Se nunca estivesses aqui
Por que sentir saudade de teu cheiro?
Se aroma teu jamais senti
Por que ficar perdida sem teu olhar?
Se em momento algum os meus olhos se viram nos teus
Por que sentir falta do teu toque?
Se nunca senti o calor do teu corpo no meu
Por que, por que tanto te desejar?
Por que tanto te amar?
Se a vida nunca quis nos unir
Se o Universo teima em nos afastar
Por que será?


כ ך

(Neo)
(À ALGUÉM QUE AMEI, MESMO DISTANTE)

FRIO DA ALMA

Sabe, vai chegar o dia em que você vai sentir certo frio, mas não será um frio de temor ou medo, será apenas um rápido arrepio que percorrerá seu corpo e ficará marcado em sua alma. Então, não sentirá mais medo, e saberá que chegou a hora de ir embora! A idéia do fim, já não vai mais assustá-lo, nem amedrontá-lo, e você finalmente ira encontrar a paz. Acho que estou, finalmente, pronta pra ir embora, e só gostaria que você estivesse ao meu lado, segurando minha mão, nesse momento! Tenho certeza que tudo ficará bem!

NEO (20/12/11)
TE ESQUECI


Eu sempre achei estranho como poderia deixar pessoas para trás, sem sentir saudades do que vivi com elas. Mas foi assim, naturalmente que deixei tua lembrança se apagar em mim, não foi proposital, não foi intencional, simplesmente e naturalmente aconteceu, e nem sei bem como ou quando foi que te esqueci...

כ ך
NEO (16/12/11)
FRIA CHUVA DE NOVEMBRO


Eu estava olhando hj as coisas boas que passaram e você não esta mais aqui comigo, nessa fria chuva de novembro....todos nós mudamos um dia baby, todos nós vamos embora algum dia...mas isso não deve nos impedir de viver tudo quanto podemos...vc saberia se olhasse nos meus olhos, e agora eu tenho tudo pela frente....e vc não esta aqui comigo......

א

NEO (15/11/11)

EU VOU FICAR COM VOCÊ

_____Eu vou ficar com você, aqui do seu lado e segurar a sua mão até você dormir.
_____Mas eu tenho medo!
_____Eu estarei aqui do seu lado, fique tranqüila! Ficarei aqui até acabar.
_____E se eu não acordar mais?
_____Então eu levarei você pra casa!
Olhou-me com amor e com um leve sorriso, eu senti uma paz enorme, por não estar sozinha no mundo! Acho que foi a declaração de amor mais linda que escutei na minha vida, e mais sincera também! E aliviada respiro, não por ter acordado com vida, mas porque NÃO tenho mais medo de partir! Hoje, eu tenho certeza que farei falta pra alguém, e que HAVERÁ uma verdadeira lágrima de saudades nos olhos de um velho senhor de cabelos brancos, expressão cansada e passos vagarosos no dia que me for!
Acho que hoje eu entendi o que significa “AMAR ALGUÉM INCONDICIONALMENTE” e me SINTO IMENSAMENTE FELIZ, apesar de NÃO ser uma das melhores pessoas que conheço, tive alguém que me amou assim!
Boas ou más as escolhas que fiz foram minhas, e foram elas que me trouxeram até aqui, e tornaram-me o que sou hoje!NÃO me arrependo de nada! E não vou pedir desculpas, nem dizer que sinto muito! Os acertos e erros que cometi, as atitudes sensatas e insanas que tomei, fazem parte do que sou! Eu não fui tão boa quanto poderia ou quanto gostaria de ter sido! Mas que ORGULHO eu tenho hoje, de SER QUEM SOU! E POR TER ALGUÉM QUE AO SENTIR MINHA AUSÊNCIA, MESMO COM O PASSAR DOS ANOS, AÍNDA SE LEMBRARÁ DE MIM COM AMOR E CARINHO!
!

NEO (01/11/11)
AMOR, FÉ E SORTE

Eu sempre digo que pra ser feliz, uma pessoa precisa de três coisas na vida: AMOR, FÉ E SORTE!
AMOR:
Bem o primeiro deles é o Amor, o amor é essencial, porque ele nos transmite os mais diversos sentimentos e sensações como:
Segurança, como o amor de pai, que depois do quinto tombo de bicicleta, nos faz levantar e tentar outra vez. O amor protetor de mãe que nos transmite conforto no seu abraço carinhoso, que nos consola quando estamos tristes, que sempre nos defende (mesmo quando não precisamos de nenhuma defesa), porque para nossas mães a gente sempre tem cinco anos de idade e não sabemos nos defender sozinhos, porque amor de mãe é assim mesmo, pra ela nos sempre somos mais bonitas e inteligentes que a filha da vizinha, sempre tem mais estilo e no vestimos melhor que a atual do nosso ex. e assim por diante...
O amor de amigos que nos transmite lealdade, confiança e cumplicidade, aquele amor que nos faz confidenciar segredos, o amor que nos conforta ao ligar de madrugada pro melhor amigo, depois de levar um mega fora, só pra ouvir ele nos chamar de gatinha e dizer que o cara era um babaca e não nos merecia.
O amor que nos transmite paixão, que faz a gente sentir aquele friozinho gostoso na barriga, faz o Tum Tum do coração bater mais rápido e mais lento ao mesmo tempo dentro do peito ao ver aquela pessoa, faz a pele se arrepiar quando ele te toca, faz você se sentir tão absolutamente segura quando ele te abraça.
 Que tem a capacidade de te fazer esquecer o mundo nos minutos daquele beijo, te faz cantar dentro do carro no meio de um mega congestionamento às seis e meia da tarde de uma sexta – feira, te faz ficar com cara de idiota feliz e sorrir sem motivo, às duas da tarde de uma segunda –feira dentro de escritório abafado, faz você contar as horas pra ver aqueles olhos lindo e aquele sorriso encantador.
O amor que nos ensina a sermos companheiros, a ficarmos lado a lado com alguém, não porque se precise dessa pessoa, mas porque a vida ao lado dela fica mais bonita, mais leve. O amor que faz você ficar acordado uma noite inteira ao lado de uma pessoa num leito de hospital, que nos faz levantar todos os dias e encarar um chefe chato, um trabalho estressante pra pagar a escola do filho, pra ver a sua menina formada. O amor que nos faz perdoar as palavras ásperas que nos feriram em uma discussão.
O amor que faz você perder o sono as quatro da madrugada de uma sexta-feira, que faz você dar voltas pela casa, abrir a geladeira e tomar água, acender um cigarro, ligar a TV, que faz você ligar de madrugada só pra ouvir a voz do outro, que faz você dizer coisas e se arrepender um minuto depois, que faz você enlouquecer de saudades.
É o mesmo amor nos faz atender ao telefone às duas da manhã de um sábado e faz você voltar atrás e dar mais uma chance, mais duas, mais dez (mesmo sabendo lá no fundo do coração que você só vai se magoar de novo), mas aos dezessete anos você atende ao telefone e dá mais uma chance! Já aos vinte cinco, você perde o sono, e quando o telefone toca você ainda tem vontade de atender, mas consegue (com certo esforço, é bem verdade) desligar! Porque, o amor nos ensina mesmo quando não é correspondido, porque mesmo você não sendo amado, o amor está lá, e não é por acaso que ele está lá, não por acaso que ele faz seu coração sangrar, não é só por diversão que te faz chorar, é para te ensinar a aceitar as pessoas como elas realmente são, é para fazer você entender que príncipes e princesas não existem, mas que tem muita gente bacana por aí, é para fazer você aprender que amor só vale a pena, se te fizer bem, se fizer você se sentir feliz! Para nos fazer crescer emocionalmente, nos tornar mais pacientes, mais maduros, mais coerentes, enfim, para nos tornar pessoas melhores!
Ah o amor, esse bicho de sete cabeças que nos tira o sono, que nos faz sonhar acordados. O amor que por vezes dói, machuca, nos fere e nos abençoa!
BENDITOS SEJAM AQUELES QUE AMAM!!!...PORQUE AMOR É VIDA E AMAR É VIVER!

Bem, a Fé aquela que nos faz segurar a barra nos momentos difíceis e críticos das nossas vidas:
Quando você passa a madrugada toda ao lado de um leito de hospital, vendo quem você ama ir embora, e se sente impotente e frágil diante da vida. Quando seu marido te deixa por outra mulher vinte anos mais nova, com uma porção de contas pra pagar e três filhos pra sustentar. Quando sua empresa vai a falência e você precisa vender até seu carro. Quando você decorou o quarto do bebê e escolheu o nome, mas o destino te pregou uma peça e ele não veio, e você sente seu coração destroçado. Quando seu grande amor vai embora pra sempre, partindo seu coração, e dói tanto, mas dói tanto. Quando você enterra seus pais ou seu melhor amigo, e a certeza que NUNCA mais poderá vê-los, ou ouvir suas vozes, de que não vai poder ligar no Natal, nem no aniversário, de que não terá mais uma segunda chance pra dizer todas aquelas palavras que você não disse, mas que gostaria de ter dito, que não irá sentir mais o calor do abraço ou ver o sorriso radiante naquele rosto que você poderia desenhar de olhos fechados, de tão bem que conheceu, é quando o desespero bate á sua porta!
É quando fica tão difícil se levantar da cama pela manhã, e a claridade do dia fere você, naqueles dias que fica difícil até de respirar, e você sente as lentas batidas do seu pobre coração cada vez mais devagar, e tem sensação de que ele vai parar de bater a qualquer minuto, fazendo você deixar a vida.
É quando você sente vontade de sair gritando no meio da rua: _Me ajudem, porque está doendo!_E gritar tanto e tão alto até a dor no seu peito parar de doer, ou até você ficar sem voz e sem forças pra gritar, mas você não faz isso (porque ninguém faz isso), ao invés de sair gritando, você senta no piso frio da cozinha ou do banheiro em uma tarde de sábado, e chora, chora tanto que a sua cabeça dói e seus olhos incham, e você não consegue mais ver sentido em nada, e a dor é tão insuportável, que você tem a sensação de que não terá forças pra se levantar daquele chão!
É quando você perde o prumo, perde o rumo, e não vê saída!
Nessas horas a única coisa que traz paz e tranqüilidade, que te acalma, e faz você suportar os ponteiros que se arrastam no relógio, fazendo o tempo lentamente passar (porque, sim, quando a gente tem dor, o tempo sempre demora mais pra passar) é a FÉ!
Não importa se você é católico, espírita, budista ou ateu. Não importa o tamanho da sua fé, nem no que realmente acredite. Importante mesmo é que você acredite em alguma coisa ou em alguém, que você tenha fé em DEUS, em Buda, ou somente em você mesmo e no seu pobre e cansado coração humano, porque é isso que fará você continuar a viver!

SORTE
Quanto á sorte, alguns aqui dirão: _Mas eu não tenho sorte nenhuma!_ Bem eu digo á vocês meus amigos, que estão bem enganados, nós todos temos sorte, sejam pequenas sortes ou grandes sortes.
Tipo quando você dá sorte de encontrar uma vaga dentro do estacionamento lotado do shopping, 2 minutos antes de começar a sessão das 10!Você dá sorte quando justamente no dia em que chega atrasado, seu chefe não vai trabalhar. Você dá sorte, quando em plena segunda-feira ao meio dia, você consegue encontrar uma lotérica vazia e pagar suas contas em menos de cinco minutos (e ainda sobra tempo pra almoçar+ um cafezinho). Você dá sorte quando aquela gostosa dá sua vizinha te convida pra ir ao cinema. Você dá sorte quando o gatinho da academia pede seu telefone e te convida pra sair. Você dá sorte quando passou a noite na balada, ta de ressaca e tem uma prova foda de física de manhã, e não é que você se dá bem!
É o que eu digo sempre:
Com salto alto, vestido novo, o batom certo e uma pequena sorte você pode encontrar um grande amor!Com salto alto, vestido novo, o batom certo e uma grande sorte, ele será jogador de futebol ou banqueiro.
Com uma camisa bonita, aquele perfume, barba feita, e um pouco de sorte você pode arrumar uma mulher gostosa e inteligente na balada. Com uma camisa bonita, aquele perfume, barba feita e uma grande sorte, ela vai ser gostosa, inteligente e vai adorar sexo.
Com estudo, dedicação e uma pequena sorte, você pode se formar em medicina ou direito, e conseguir um padrão de vida razoável.
 Com dedicação, um corpo tipo gostosona e uma grande sorte você arruma um marido com conversível e conta nas ilhas caymãs, e terá um cartão de crédito sem limite de gastos, e passará seus dias tomando champanhe francês.
Não que o dinheiro seja essencial meus amigos, mas como dizia uma velha colega de faculdade:_ É tão difícil ser infeliz em Paris!.
Por isso não importa o tamanho da sua sorte, seja ela pequena ou grande, tenha você a sorte de achar na rua uma nota de dez reais ou ganhar 100.000 com algum bilhete de loteria, o importante mesmo é que a gente sempre pode contar com a sorte.
E quando a sorte lhe sorrir, fique feliz e sorria de volta pra ela, porque são as pequenas sortes que temos todos os dias, que tornam nossas vidas mais leves, mais doces.
Portanto, desejo do fundo do meu coração a todos os amigos aqui presentes, a cada um de nós, que todos tenhamos em nossas vidas: AMOR, FÉ E SORTE.
E fazendo refrão ao grande mestre Caio: Que seja doce, que seja doce, que seja doce... Que a vida de todos nós seja doce... Porque a doçura da felicidade não tem contra indicações e não faz mal a ninguém!

NEO (02/10/11)
A SAUDADE É TEIMOSA

Tudo bem, ok! Eu já passei da fase do Desespero quando me lembro de você (as minhas lágrimas já secaram faz anos), faz tempo que a fase da Esperança também foi embora (afff depois de todos esses anos, nem podia esperar que tu voltasses né?!), a Raiva e o Ódio foram-se quase ao mesmo tempo em que me deixastes.  A Solidão até que me fez companhia por algum tempo (mas acho que cansou de mim também), o Amor foi se diluindo no passar dos dias, sei lá, vai ver cansou de ser rejeitado, daí acordei um belo dia, e lá se tinha ido ele, sabe-se lá Deus pra onde!
As Lembranças ficaram mais tempo (acho que ainda estão por aqui), mas eu as escondi bem, enfiei-as em uma gaveta qualquer da memória, que procuro sempre evitar abrir. Só a Saudade que insiste em não me largar!Afff ninguém merece, teimosa ela né! Depois de tantos anos, ainda está por aqui nas minhas noites insones, naquelas velhas canções, nos meus livros preferidos, nos passeios no parque, nos meus cafés apressados depois do almoço. Será que algum dia ela desiste?!
Ainnn tem dias que me dá uma Saudade Irracional de você!

                                    NEO 08/09/11                 
א
(À alguém que apesar dos anos, ainda me faz falta!)

LEMBRANÇAS DE VOCÊ

De vez em quando ao passar por um banco vazio de praça, no dobrar de uma esquina qualquer, no meio da letra de alguma velha música, naqueles meus dias lotados, entre um café e um telefonema qualquer, eu me lembro de você.
Pergunto-me: _Por onde andará você? Como está levando a vida? Será que ainda lembra-se de mim? Ou em meio a tantas exigências banais esqueceu meu nome? Construiu família? Realizou teus sonhos? Chegou lá? Ou ainda anda perdido pelas madrugadas em um bar qualquer? Procurando refugio de alguma amarga lembrança ou mais uma dose de vodka.
Eu me lembro da tua voz rouca no outro lado da linha chamando meu nome, com aquele “S” arrastado (era tão bom ouvir aquele “s” meio arrastado), lembro de você falando de cavalos e corridas, que setembro viria mais cedo esse ano, daquele teu sorriso no canto da boca, do jeito que segurava a cuia do chimarrão, me contando teus pequenos planos. Vez ou outra, penso em teu abraço carinhoso, que me dava tanta segurança, do jeito doce que alisava meus cabelos, da forma carinhosa que me chamava de “minha baixinha”, do olhar escuro feito a noite sem luar que me fitava antes de um beijo. São pequenas e doces lembranças que vez ou outra surgem do nada na memória, e se dissipam com a mesma rapidez com que aparecem...
É uma tênue curiosidade de um ex-amor.
Nem chega a doer, nem chega a ser saudade... São apenas lembranças de você, em um dia qualquer.

NEO 08/09/11
א

(A quem um dia, muito amei!)
EU AMEI VOCÊ


Hoje eu queria falar de como amei cada um de meus ex-amores, de como eles foram importantes pra mim, e como cada um me fez sentir especial em algum momento da minha vida.

*Amei você quando me emprestou o casaco naquela fria noite de julho;
*Amei você quando me levou até em casa depois da aula;
*Amei você quando gravou o CD do Guns pra mim;
*Amei você quando dividimos aquele pote de sorvete no sofá da tua casa;
*Amei você quando me ajudou a montar a barraca de acampamento;
*Amei você quando pegou minha mão e me abraçou naquela fria noite de julho;
*Amei você quando saboreamos juntos, uma garrafa de vinho;
*Amei você quando você me abraçou forte depois do amor;
*Amei você quando você quando usou aquela calça jeans e camiseta branca que eu adorava;
*Amei você quando me deu de presente aquele urso de pelúcia com declarações;
*Amei você quando me mandou uma frase do Byron, meu poeta preferido;
*Amei você quando me falou de Gibran;
*Amei você quando discutimos filosofia e história antiga;
*Amei você quando me apresentou para tua avó como a mulher da tua vida;
*Amei você quando me ligou de madrugada e disse que me amava;
*Amei você quando almoçamos na casa dos teus padrinhos naquele domingo;
*Amei você quando se levantou de madrugada pra preparar um lanche para nós dois;
*Amei você quando sorriu ao me ver naquele vestido novo que comprei;
*Amei você quando me chamou de gatinha e me deu um beijo na frente do seu chefe;
*Amei você quando dividimos uma barra de diamante negro deitados no chão da sala;
*Amei você quando me pediu em casamento e disse que iria me amar pra sempre;
*Amei você quando quando prometeu me levar até o Morro das Antenas e de me levar pra ver o Amanhecer na praia (embora nunca tenha cumprido tais promessas);
*Amei você quando me esperou as 7 hs da manhã na rodoviária;
*Amei você quando me disse naquele quarto de hotel:__Vai passar Neo, vai passar!_(E foi verdadeiro);
*Amei você quando mandou mensagem de madrugada;
*Amei você quando disse:_Pode contar comigo!;
*Amei você quando fiquei durante aquele tempo ao seu lado no hospital;
*Amei você quando me convidou pra ver o jogo do teu time naquele bar, em um domingo;
*Amei você mesmo sendo mais novo, imaturo, chato, bobo e lindo;
*Amei você todas as vezes que ouvi sua voz, eu te amei até nos seus silêncios;
*Amei você até quando falou mal do meu time do coração;
*Amei você até quando disse que eu fazia voz de piedade ao telefone;
*Amei você até quando disse que eu gritava demais; 
*Você não sabe, mas eu amei você assim mesmo, com teus defeitos, com tuas criticas, porque amor não escolhe raça, credo ou cor, amor brota feito plantas,geme, dói, machuca, nos fere e nos abençoa!



Enfim, amei cada um de vocês, amei cada um dos meus ex- amores... Como se fossem únicos, e o eram!...
O amor é isso, é aceitar o outro como é... É amar por amar...
É amar pelo simples fato de que aquela pessoa nos faz bem, nos torna melhor...
É amar sem neuras, sem ciúmes, sem mentiras, sem MOTIVOS!...Amor não se explica... Amor se sente!
Amores não são eternos, nem poderiam ser... Amores acabam em tardes de outono, em lindas manhãs de primavera, em quentes noites de dezembro ou em frias noites de julho. Amores sempre acabam!E sempre recomeçam da mesma forma e com a mesma força com que terminaram.
Amores são únicos, cada um à sua maneira, cada um com sua intensidade, mas todos verdadeiros!
Meus amores passaram e continuam a passar em minha vida, guardo todos na memória, todos eles repousam placidamente no meu coração.


...NEO... 12/06/2010
א
(À todos os ex-amores da minha vida)
LINDOS OLHOS

Quando eu olhei naqueles lindos olhos, não soube precisar o tempo que ficaria,
Mas soube de imediato o tempo que gostaria de ficar!
E hoje o frio é mais intenso, dias em que fica mais difícil de respirar.
Ahhhh... Esses invernos sulinos...
Que me trazem o sabor das mais belas lembranças, temperadas ao sabor do vinho!
Nessas medidas nada exatas da minha loucura;
Num gosto forte de um beijo;

...NEO... (15/07/09)
כ ך
(Dedicado aqueles olhos lindos que um dia me fizeram sonhar!)
SOBRE A IRONIA DA VIDA E DA MORTE

No começo da batalha, choramos nos desesperamos, dia após dia, semanas após semanas, e toda a dor que sentimos parece crescer continuamente e não ter um fim. E só há lágrimas em nós, porque possuímos a capacidade de sofrer, sentir e suportar o sofrimento.
Mas com o passar do tempo, já conseguimos adormecer à noite, e já não choramos dias inteiros. A dor passa a ser real, e por isso mesmo suportável. As lágrimas, ainda molham nossos rostos, vez ou outra, mas nada que uma boa maquiagem não disfarce.
Passam-se os anos, e o sofrimento que sentimos e, principalmente, causamos as pessoas que mais amamos, vão aos poucos minando nossas forças, diminuindo nossas esperanças e nos lembrando constantemente do fim.
 E num belo dia, você está observando os desenhos em nuvens, está vendo um filme qualquer na TV, escutando sua música preferida, ou simplesmente como eu, observando minha mãe cozinhar, e então, uma pequena e única lágrima escorre em seu rosto.
Você percebe que aquela é sua última lágrima, e que mais nada no mundo poderá fazer você voltar a chorar. As suas lágrimas, finalmente, secaram para sempre. Você perdeu a sua capacidade de sofrer e chorar. Sua capacidade de odiar e amar. Sua capacidade de sentir dor e suportar. Está tudo acabado.
Chegou-se ao final da batalha, você passa a não mais correr contra o tempo, apenas deixa-o correr. Passa-se a aceitar a sua REALIDADE, e não mais fantasiá-la. Você já não chora mais pelos filhos que não teve, pelo casamento que não viveu, pela casa que não chegou a construir, ou pela bela carreira que você teria aos quarenta anos, porque sabe que não vai estar lá para isso. Você deixa de esperar por um milagre, de fantasiar que num passe de mágica, os cientistas americanos ou alemães vão anunciar a bendita “CURA” na semana que vem. E isso tudo é triste, é muito triste, mas é uma tristeza diferente, é uma tristeza que não te machuca mais, que traz em si certa paz.
Então, no final da sua imensa e dolorosa batalha, você passa ver a morte não mais como uma terrível inimiga, e sim como uma amiga através da qual finalmente se conseguirá o alívio e descanso merecidos.
E nesse exato momento, você passa a não mais lutar contra o inevitável, não lutar contra a morte, e sim, desejá-la. Passa-se a desejar que a mesma ocorra da maneira mais rápida e menos dolorosa possível. Deseja-se apenas parar de respirar.
 E você que fez tanto esforço para viver, ironicamente, sorri ao dar as mãos à morte!
A vida e morte são irmãs e as duas são absolutamente irônicas!
Bom eu cheguei nesse estágio, cheguei ao fim do meu caminho, a minha última lágrima já caiu, e estou apenas observando o tempo passar. E por ironia ou não, estou me sentindo tão bem!

NEO
APRENDENDO A DIZER ADEUS

Tenho a nítida impressão de nunca ter usado esta palavra “Adeus” na minha vida.
Não sou o tipo de pessoa que lida bem com despedidas, busco sempre marcar esses momentos com um “até breve” ou “até mais ver”, etc..
Não consigo me despedir de alguém para sempre, não consigo entender ou aceitar a idéia de que não haverá mais uma oportunidade de reencontro, para dizer a palavras que não foram ditas, para mais um café depois do almoço, mais um chimarrão no domingo à tarde, não gosto das definições eternas, eu preciso me assegurar da existência de uma segunda chance, de um reencontro, de uma oportunidade a mais.
Sinto medo nesse momento da minha vida, tenho medo das mudanças, das incertezas que o tempo e a suposta ausência devastadora de meu Pai fariam à minha família, tenho medo de não ter mais tempo pra dizer todas as palavras que tenho aqui dentro de mim, tenho medo de não haver mais nada, além disso, daqui e de tudo que eu vivi ter sido absolutamente em vão... Perto do fim, a única coisa que eu consigo sentir é medo, e nem isso eu consigo expressar!


NEO 19/09/10
UM VELHO AMIGO

Há alguns anos atrás um velho amigo me perguntou o que faria quando ele fosse embora, eu em resposta apenas sorri talvez eu não soubesse o que dizer talvez o silêncio fosse apenas medo de ouvir a força que minhas palavras teriam se eu chegasse a pronunciá-las!Sentimentalismo nunca foi uma das minhas qualidades, pra falar a verdade nem combina com minha personalidade irônica. Mas o fato é que, agora pouco atendi ao telefone, era a irmã desse meu velho camarada, me informando que ele se foi para sempre! E eu estou aqui, sem saber o que pensar, mas ele foi embora, e agora nunca saberei se algum dia ele soube que faria a falta, que está fazendo nesse momento!
O mais irônico de tudo isso é que agora eu estou em silêncio e tudo que eu queria era falar as palavras que eu nunca cheguei a dizer! Está chovendo lá fora, está frio, eu me sinto perdida aqui dentro desse apartamento, e tenho tantas dúvidas! Mas que embora inútil agora, fique registrado mesmo assim: Meu velho camarada Marcelo tu vais fazer falta por aqui, vai em paz amigo e guarda um jonnie Walker 12 anos pra gente brindar quando eu for ao teu encontro do lado de lá!

NEO (22/05/10)
SEM EXPLICAÇÃO

Eu não saberia explicar em palavras o que sinto por você, mas eu sei que até mesmo na minha completa ausência, há algo muito nosso que está dentro de tiJ.........E se me faço ausente, não significa que não me importe, é apenas minha maneira de gostar de alguém que por muitos ou por todos os motivos não pode ser meu! Se abri mão, não significa que não amei o suficiente, foi apenas a maneira que encontrei pra que você não visse minhas lágrimas, se fico em silêncio, não significa que não tenha nada a dizer, é que todas as palavras são inúteis agora.
Se me afasto, não significa que não queira a companhia, é apenas uma maneira de manter minha lucidez.

NEO (MAR/10)
PERDOE

Perdoe-me por te amar assim, não foi minha escolha, nem foi sua culpa.
Não ligue para essas lágrimas bobas que insistem em molhar meu rosto, não é nada demais
Você pode ir embora, sem olhar pra trás...
Não é nada, é só tristeza mesmo, só mágoa passada...
Faz de conta que você nem notou essa ferida,
Segue em frente meu amigo
Já passou da hora da tua partida!
Deixe que nossas lembranças, eu levo comigo...
Nem se preocupe com o silêncio dessa despedida
Há palavras que nunca deveriam ser ditas nessa vida!

כ ך

NEO (Março/10)
QUANTO AS DESPEDIDAS

Assim como nem sempre as lágrimas são provas de amor, nem sempre as despedidas são acompanhadas de tristeza, nem sempre a morte é ruim, nem sempre...
Assim como as estrelas sempre estão no céu, mesmo em noites frias e escuras, quando não as veemos, algumas despedidas são acompanhadas de lágrimas de tristeza, outras de sorrisos de compreensão, algumas partidas são turbilhão, outras são pazes! Algumas despedidas são tormentos, outras são descansos!
No final, não importa qual seja a despedida, o que realmente importa é que se encontre em todas elas, finalmente, a paz!

NEO 20/01/2010.
CAMINHOS SEM VOLTA

Os amigos são anjos que nos ajudam a caminhar através desse vendaval chamado vida!Mostrando-nos o caminho de volta, assim que nos perdemos.
Mas alguns de nós pegamos caminhos sem volta! Então quando já não possuem mais forças para caminharem por si mesmos e não podem voltar é o momento das pessoas que amamos, abrirem seus corações e, estenderem suas mãos, finalmente nos ajudando a chegar ao fim do caminho, da maneira mais rápida e menos dolorosa possível!
Quando se ama muito alguém, e já não se pode ajudá-lo a voltar, é preciso ajudá-lo a ir embora!
Eu acredito que quando amamos verdadeiramente alguém, nós fazemos sempre o que é melhor pra ela, mesmo que isso signifique renúncia, mesmo que isso possa fazer nossos humildes corações humanos sangrarem, mesmo que isso signifique ajudá-la a ir embora para todo o sempre!Mas você sempre fará o que for melhor para ela. Essa é a única razão de se amar verdadeiramente alguém!

NEO (09/01/2010)
ROSAS VERMELHAS

Aquele fim de junho estava sendo muito frio, ela olhou pela janela o céu nublado e escuro, ajeitou a touca vermelha e preta na cabeça, fechou melhor o grosso casaco de lã escuro, esfregou as mãos ao sair pela porta, era difícil de respirar naqueles dias.
Atravessou a rua com passos lentos, a caminhada não era longa, devia demorar uns dez ou quinze minutos até a estação – detestava manhãs nubladas e frias – sempre atrasava! Hum... Aquele cheiro de café e baunilha que vinha da padaria da esquina e lembrou-se dos cafés aos sábados à tarde com seu velho pai de cabelos brancos e ar compassivo, sentiu uma profunda saudade de velhas memórias... Então pensou num relance – Na volta vou comprar rosas vermelhas para papai! – Eis a única coisa que unia ela ao seu pai – O gosto comum por rosas vermelhas – Porque será DEUS que as rosas são vermelhas?! – Pensou consigo e sentiu certa angústia por não saber tantas respostas quanto gostaria de saber!
Viu o garoto passar correndo à sua frente, viu os cabelos louros brilhando – nem percebeu seu olhar assustado e a arma em sua mão– e sorriu, pensando na energia e incrível disposição do menino sob o frio intenso, sentiu-se viva e bem consigo mesma – ergueu a gola do casaco e ouviu o grito do menino louro, e sentiu apenas a bala atravessar sua carne, havia gosto de sangue na boca e lembrou-se das rosas vermelhas.
O dia seguinte estava lindo, havia um sol magnífico sobre as altas copas das árvores iluminando o vivo verde dos gramados, quando colocaram seu caixão na fria cova. Os amigos choraram sua partida e em seu túmulo deixaram dezenas de rosas vermelhas – suas preferidas.

NEO – 26/06/09.